Outubro registra alta no comércio exterior de Sete Lagoas

Com mais um aumento nas vendas do ferro fundido, o comércio exterior de Sete Lagoas teve uma nova alta em outubro. A pesquisa realizada pelo Núcleo de Estudos Econômicos e Sociais (NEES), do Centro Universitário de Sete Lagoas – UNIFEMM, registrou um crescimento de 16,54% nas exportações se comparado com o mês anterior. Com este resultado, a cidade ocupou a 16ª posição no ranking dos municípios exportadores de Minas Gerais.

Sozinho, o Ferro Gusa representou 35% das vendas externas. Em outubro, o valor exportado do produto atingiu US$23,4 milhões, um crescimento de 22,6% em relação a setembro. Foi o segundo maior valor em 2013, atrás apenas de abril, quando foram vendidos US$30 milhões. Em seguida, foram também representativos na pauta de exportação os motores (15,22%), veículos (15,37%) e chassis (13,59%). No total, as exportações saltaram de US$48,5 milhões em setembro, para US$56,5 milhões em outubro. Da mesma forma as importações obtiveram uma pequena alta de 0,92%, fechou em US$86,51 milhões, o que deixou um déficit na balança comercial de US$29,95 milhões.

A Argentina ainda é o principal destino das mercadorias produzidas em Sete Lagoas, e representa em 2013, 47,67% da pauta exportadora, logo atrás vem os Estados Unidos, com 12,51%. Por outro lado, a Itália ainda é a principal fonte de importação da cidade, e representa 54,67%, seguida da Argentina, com 16,69% da pauta.

 

Fonte: UNIFEMM