AMA: Agenda vai definir consórcios de Resíduos Sólidos

Com os prazos estipulados pelo governo federal correndo contra o tempo, a Associação dos Municípios – AMA – quer pressa na definição de uma agenda para que os municípios possam definir a implantação dos consórcios de resíduos sólidos. A principal preocupação dos prefeitos é com relação à localização dos aterros tendo em vista o custo operacional do processo.

O secretário estadual de Meio Ambiente, Napoleão Casado e a gerente de planejamento em saneamento, Elaine Gomes participaram nesta segunda de uma nova rodada de trabalho com os prefeitos para que os prazos sejam cumpridos. Em Alagoas, os procedimentos de implantação da nova legislação- que prevê a construção de aterros sanitários em substituição aos lixões- encontra-se dentro do cronograma “mas é preciso não entrar numa zona de conforto”, disse Napoleão Casado.

O diagnóstico, que começou em 2009, entra em sua fase decisiva para que, até agosto de 2014, os municípios estejam com os planos de gestão adequados e em execução para garantir o recebimento de recursos federais. Parte desse trabalho já está sendo elaborado pela Semarh e a AMA está dando o apoio jurídico aos municípios para acelerar o processo que precisa da aprovação das câmaras municipais para ser executado.

Seis regiões já foram definidas para sediar as sedes administrativas dos consórcios – Metropolitana, Sul, Mata, Agreste, Sertão e Norte. A partir da próxima semana, os prefeitos vão participar de reuniões técnicas para definir as necessidades de cada cidade com relação a aterros e unidades de tratamento. O presidente da AMA, Marcelo Beltrão disse que, além do apoio técnico, a entidade também está pesquisando planos alternativos que possam caminhar em paralelo e adiantar o cronograma exigido. “Estamos trabalhando para que os consórcios tomem forma o mais rápido possível, disse o presidente. Os prefeitos estão conscientes da importância da Lei e suas implicações e, com a orientação, os municípios de Alagoas serão exemplos”, finalizou Beltrão.

Fonte: Aqui Acontece